Notícias


Abertas as inscrições para o MEDTROP 2016

Além das inscrições para participar do evento, o site também dispõe de uma área para envio dos trabalhos científicos

10/03/2016
banner-medtrop

Os textos podem ser enviados até o dia 15 de junho. Trabalhos selecionados serão apresentados durante o MEDTROP, que ocorre entre os dias 21 e 24 de agosto

 

Já está no ar o site do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2016) , em Maceió (AL). Além das inscrições para participar do evento, o site também dispõe de uma área para envio dos trabalhos científicos.

Os resumos podem ser enviados até o dia 15 de junho, sendo avaliados pela comissão científica do Congresso. Os trabalhos selecionados serão apresentados durante o MEDTROP, que ocorre entre os dias 21 e 24 de agosto.

A expectativa é que 2,5 mil pessoas participem do congresso, com a apresentação de mais de mil comunicações científicas.

Zika

Após grande repercussão nacional e internacional, o destaque do evento será o vírus Zika. Segundo o presidente da SBMT, Marcus Lacerda, o ministro Marcelo Castro (Saúde) se comprometeu a ajudar no que fosse necessário para que o MEDTROP deste ano seja o maior evento sobre o Zika do País.

O vírus tem sido tratado com prioridade pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Casos de infectados pelo Zika já foram registrados em 22 unidades federativas brasileiras.

A Epidemia ainda vem sendo relacionado ao boom de casos de microcefalia no Brasil, onde já foram registradas quase seis mil notificações entre 22 de outubro de 2015 e de 27 de fevereiro, segundo boletim do Ministério da Saúde. Do total de notificações, 641 casos foram confirmados e 1.046 foram descartados; além de 4.222 que continuam sob investigação. Entre os confirmados, 82 apresentaram exame positivo para o Zika.

Preparativos

O MEDTROP de Maceió é organizado por uma comissão local, que está empreendendo esforços para que o Congresso alcance o êxito esperado.

“Agora, estamos providenciando o apoio financeiro adicional”, explicou o doutor Fernando Pedrosa, presidente do MEDTROP 2016. Ele acrescentou que espera ainda a colaboração do governo do Estado de Alagoas e da prefeitura de Maceió para viabilizar o Congresso, que promete ser um dos mais importantes eventos do ano a discutir o atual surto do vírus Zika.