Notícias


Prêmio Jovem Pesquisador: Apesar de melhorias, município acreano mantém índices de toxocaríase Junior Researcher Award: despite enhancements, city in Acre maintains toxocariasis levels

Estudo feito no município de Assis Brasil, localizado na tríplice fronteira entre o Brasil, Peru e a Bolívia, aponta que condições precárias no ambiente peridomiciliar podem ter contribuído para que prevalência da doença não tenha reduzido drasticamente em um período de sete anosStudy conducted in Assis Brasil, a city located in the Triple Border between Brazil, Peru and Bolivia, shows that precarious conditions close to houses may have contributed with the disease not drastically reducing in a 7-year period

08/12/2014

Jovem

As doenças causadas pela larva migrans visceral e pela larva migrans ocular são consideradas duas das zoonoses parasitárias mais comuns em todo o mundo, afetando especialmente as crianças

A melhoria nas condições de moradia e fornecimento de água geralmente contribui para reduzir os índices de prevalência de doenças, especialmente parasitárias, em crianças nas regiões mais pobres. No entanto, no município de Assis Brasil, no Acre, apesar de terem ocorridos progressos visíveis nas condições de vida dos moradores em sete anos, a prevalência de uma doença chamada toxocaríase não apresentou redução drástica. A explicação pode estar na falta de infraestrutura no ambiente próximo ao domicílio, segundo aponta pesquisa do estudante de medicina Humberto Oliart Guzmán junto ao Grupo de Pesquisa em Medicina Tropical e Meio Ambiente da Amazônia da Universidade Federal do Acre (UFAC).

O trabalho, que ficou em quarto lugar no Prêmio Jovem Pesquisador, foi apresentado durante o 50º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MedTrop 2014), que ocorreu entre os dias 26 e 29 de agosto, em Rio Branco, no Acre. No estudo apresentado por Oliart-Guzmán, foram feitas duas análises de soroprevalência para toxocaríase no município de Assis Brasil: uma em 2003 e, a outra, em 2010. Na primeira, foram feitos exames de sangue em 146 crianças, enquanto na segunda, em 257.

“A prevalência da doença em crianças, em 2003, foi de 28%. Já em 2010, de 23%. Observamos que em sete anos houve diversas mudanças positivas no município, tanto nas condições de moradia e saúde como no fornecimento de água. Mas a soroprevalência da Toxocariase não diminuiu como o esperado, permanecendo praticamente igual”, explica o pesquisador.

Para Oliart-Guzmán, há algumas explicações para o fato. “Por mais que as condições tenham melhorado em volta da cidade, ainda existem muitos domicílios próximos a esgotos a céu aberto. Geralmente, as crianças que moram nessas residências, sem acesso à água encanada, estão em maior risco de se infectar com toxocara”, afirma.

Além disso, outro motivo seria o rápido crescimento populacional e o despreparo da cidade para lidar com esse fenômeno entre os anos de 2003 e 2010. “Com a construção da estrada do Pacífico que une o estado Acreano ao Oceano Pacífico houve um crescimento desorganizado do município de Assis Brasil, criando uma área basicamente formada por invasões. As condições de saúde e moradia nesse local são precárias e podem estar contribuindo para manter a transmissão da toxocaríase”, aponta. Atualmente, cerca de 6,6 mil habitantes vivem no município, que tem um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) considerado baixo pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O estudo propõe que, além da necessidade de melhoria no saneamento básico próximo às moradias, sejam feitos novas pesquisas locais, especialmente onde há esgoto a céu aberto.

Incidência e prevenção

A toxocaríase é causada pelas larvas do toxocara – parasita encontrado nas fezes de cães e gatos. As doenças causadas pela larva migrans visceral (que tem esse nome por migrarem do sangue para vários órgãos do organismo humano) e pela larva migrans ocular (caso migrem para os olhos), são consideradas duas das zoonoses parasitárias mais comuns em todo o mundo, afetando especialmente as crianças.

Apesar de uma pequena parte dos adultos que vivem na Europa terem anticorpos contra o parasita toxocara, por já terem sido infectados, é nos países pobres onde há o maior número de casos da doença. Pesquisas apontam que mais de dois terços da população que vive em nações tropicais já foram afetadas pela doença, que não apresenta sintomas específicos. No entanto, pode ocorrer febre, perda de peso e diarreia, por exemplo. Em casos mais graves, acarreta em problemas neurológicos e de visão.

A prevenção pode ser feita a partir de medidas simples. Entre elas, não deixar o cão ou o gato defecarem em locais onde crianças possam brincar, limpar regularmente a caixa de areia do gato e lavar sempre as mãos antes de comer. Outras precauções incluem lavar bem verduras e legumes que podem conter ovos do verme e não consumir carnes cruas ou mal passadas. Além disso, é recomendável controlar as infecções dos animais domésticos a partir de medicamentos indicados por um médico veterinário.

Jovem

Diseases caused by the micrans visceral and micrans ocular maggots are considered two of the most common parasitic diseases in the world, affecting especially the children

The enhancements in living conditions and water supply usually helps reducing disease prevalence levels, especially parasitic diseases, in children living in the poorest regions. However, in Assis Brasil town, in Acre, despite notable enhancements in the populations lifestyle were achieved in seven years, the prevalence of a disease called toxocariasis has not drastically reduced. The explanation may be in the lack of infrastructure in the environment around the houses, as points the research by the medical student Humberto Oliart-Guzmán and his Tropical Medicine and Amazon Environment Research Group from the Federal University of Acre (UFAC).

The work that won fourth place for the Junior Researcher Award, was presented during the 50th Congress of the Brazilian Society of Tropical Medicine (MedTrop 2014), that took place from August 26 to 29 in Rio Branco, Acre. Oliart-Guzmáns study considered two seroprevalence analysis for toxocariasis in Assis Brasil: one in 2003 and another in 2010. During the first, 146 children were blood-tested, while during the second, 257 children were tested.

“The diseases prevalence in children, in 2003, was of 28%. In 2010, of 23%. We observed that during the seven years between the two analysis several positive changes were achieved in the municipality, both in living and health conditions as in water supply. But the seroprevalence for toxocariasis did not decrease as expected, keeping almost the same level”, explains the researcher.

For Oliart-Guzmán, there are some explanations for the fact. “Although the conditions around the city improved, there are many houses with no sewage. Usually the children that live in these houses, with no clean water supply, are in greater risk of infecting with toxocariasis”, affirms.

Besides this, another explanation would be the fast population growth and the city not preparing to deal with this phenomena between 2003 and 2010. “Since the construction of the Pacific Highway, a road that connects the town with the Pacific Ocean, there has been a disorganized growth in Assis Brasil, creating an area basically composed by invasions. The health and living conditions in this place are precarious and may be contributing with the transmission of toxocariasis”, points. Currently, about 6.6 thousand people live in the city, considered of low Human Development Index (HDI) by the United Nations (UN).

The study proposes that besides the need of sewage enhancements near the houses, new local researches should be conducted, especially where there are open sewers.

Incidence and prevention

Toxocariasis is caused by the toxocara larvae – a parasite found in cat and dog feces. The diseases caused by the migrans visceral larva (named for migrating from the blood to several organs of the human body) and the migrans ocular larva (in case they migrate to the eyes), are considered two of the most common parasitic diseases in the world, affecting especially the children.

Although a small portion of adults living in Europe have antibodies against the toxocara parasite, for already being infected, the poorest countries hold the largest amount of the diseases cases. Researches point that over 2/3 of the worlds population living in tropical nations have already been affected by the disease, which has no specific symptoms. However, it can cause fever, weight loss and diarrhea, for example. The most severe cases could lead to neurological or sight problems.

The prevention is made by simple measures. Among them, not letting dogs and cats defecate in places were children may be playing, regularly cleaning the cats sand box and always washing the hands before eating. Other precautions include washing the vegetables very carefully, since they may contain eggs and not consuming raw or rare meat. Besides this, it is also recommended to control domestic animals infections with medications recommended by a veterinarian.