_destaque, Notícias

XI Workshop Nacional da REDE-TB: rumo à eliminação da Tuberculose até 2030

Este evento satélite do MEDTROP 2024 reúne especialistas para discutir estratégias inovadoras e compartilhar pesquisas na luta contra a tuberculose

06/06/2024

A tuberculose é uma doença que recai sob a responsabilidade do Estado. Portanto, as inovações tecnológicas e evidências científicas são direcionadas ao sistema público de saúde, priorizando especialmente as pessoas em vulnerabilidade de contrair a doença ou que já estão doentes

Entre os dias 22 e 25 de setembro, São Paulo, berço da ciência e da inovação, vai sediar o XI Workshop Nacional da Rede Brasileira de Pesquisas em Tuberculose (REDE-TB), um dos eventos satélites que ocorre simultaneamente ao Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (MEDTROP 2024). Em meio à efervescência urbana e à pulsante diversidade cultural desta cidade que abraça os bastões do conhecimento e da inovação, em sua décima primeira edição, o evento, que traz como tema “Rumo a 2030: Interconexões para a eliminação da Tuberculose“, vai contar com temas e palestras em conformidade com a agenda de prioridade em pesquisa do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Listado entre os maiores encontros sobre TB na América Latina, o Workshop aborda as principais inovações e evidências no campo da Tuberculose, desde a área básica até a área translacional/aplicada. Dr. Ricardo Arcêncio, presidente da REDE-TB, destaca a importância do evento como um espaço para discussão e integração entre diversas áreas do conhecimento. Temas como: potenciais vacinas contra a TB, discussões sobre candidatas brasileiras e tecnologias inovadoras e aguardada vacina de mRNA, estão na pauta. Além disso, o também serão discutidos estudos operacionais sobre o tratamento preventivo da TB (TPT), desafios de diagnósticos, tecnologias point-of-care, novos esquemas terapêuticos e o papel da saúde digital também constam na programação.

“As nanopartículas com potencial ação no encurtamento do tratamento terá espaço em nosso evento, além dos novos esquemas de tratamentos encurtados (para TB sensível e TB resistente). Hoje o tratamento da TB sensível é de 6 meses, enquanto o da TB-MDR excede 12 meses. A ideia é que se reduza para 2 meses, o de TB sensível, e o TB resistente, para menos de 6 meses. A saúde digital, com uso da Inteligência Artificial (IA) tem seu espaço garantido, assim como questões referentes ao monitoramento e a vigilância da TB resistente. Todos os temas vão ser abordados por pesquisadores expoentes nas suas áreas de conhecimento, além de participações estratégicas da Sociedade Civil e governos.

A Sociedade Civil vai participar do Workshop, trazendo questões importantes relacionadas ao cuidado centrado no usuário e à necessidade de ações assertivas de políticas e de proteção social. “Devido à tuberculose ser determinada por fatores sociais, a integração de ações entre diferentes setores é essencial. Além disso, a doença é carregada de estereótipos, portanto é fundamental que a Sociedade Civil atue para vencer o preconceito. Nesse sentido, está prevista uma mesa de discussão sobre o papel estratégico dos Comitês Comunitários de Apoio à Pesquisa (CCAPs), uma iniciativa pioneira da REDE-TB”, acrescenta.

O Workshop Nacional da REDE-TB é um evento muito aguardado, porque contribui para inovações tanto no campo investigativo, como também da assistência e da gestão. Uma das grandes expectativas, segundo o Dr. Arcêncio, é que o número de inscritos/participantes ultrapasse o que tivemos em Salvador (1200 participantes), o que representou 40% dos participantes do Metrop. Ainda de acordo com ele, a ideia é que o Workshop não apenas promova avanços na pesquisa, no cruzamento da fronteira do conhecimento, em se discutir pontos ainda não claros na cascata de progressão da TB infecção para a doença, mas também interação entre pesquisadores, e que as evidências e inovações descortinadas durante o Workshop repercutam na qualidade do cuidado. O Workshop visa estimular parcerias e ações estratégicas para a eliminação da TB. “Estamos reunindo pesquisadores, docentes, estudantes, formuladores de políticas públicas, gestores e profissionais de saúde para promover um amplo debate, e assim uma abordagem holística e integrada para enfrentar a TB”, afirma.

O 7º Fórum Global sobre Vacinas contra a TB, que será realizado no Rio de Janeiro, entre os dias 8 e 10 de outubro, também terá espaço no Workshop. “Teremos uma oportunidade para discutir temas referentes ao 7º Fórum Global, que será sediado pela primeira vez nas Américas. Também será uma possiblidade de integração entre as áreas básicas, translacional, com o ensino – tendo em vista o número de estudantes, bem como com a política pública e serviços – pela ampla participação de gestores dos diferentes níveis (Ministério da Saúde SVA/ DHATI/ CGTM; Departamento de Assistência Farmacêutica; estaduais e municipais)”, aponta.

Ainda de acordo com o Dr. Arcêncio, esses eventos refletem o compromisso em integrar pesquisa, políticas públicas e ações práticas para enfrentar a TB e outras doenças negligenciadas. “A REDE-TB continua a desempenhar um papel fundamental no avanço do diagnóstico e tratamento da TB no Brasil, reunindo pesquisadores, estudantes, profissionais de saúde, gestores e Sociedade Civil a fim de produzir evidências e promover ações concretas para fortalecer o sistema de saúde e melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas pela doença. Com um olhar para o futuro, a organização planeja investir em novas lideranças e parcerias estratégicas para continuar sua missão de eliminar a TB até 2030”, finaliza o presidente.

Além do XI Workshop Nacional da REDE-TB, também estão programados o X Workshop de Genética e Biologia Molecular de Insetos Vetores de Doenças Tropicais (Entomol10), a 39ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Doença de Chagas e a 27ª Reunião de Pesquisa Aplicada em Leishmanioses (ChagasLeish 2024) e o 9º Fórum Social Brasileiro para Enfrentamento de Doenças Infecciosas e Negligenciadas. No MEDTROP também estão previstas diversas atividades, como cursos pré-congresso, mesas-redondas, mini-conferências, conferências, apresentações orais de temas livres e pôsteres. Os interessados em participar, podem realizar inscrições pelo site: https://medtrop2024.com.br/.

**Esta reportagem reflete exclusivamente a opinião do entrevistado.**